Frick Collection, agora mais free.

The Frick Collection, que é considerado um dos melhores pequenos museus do mundo, acaba de anunciar uma novidade que interessa tanto aos olhos quanto ao bolso: eles acabam de expandir o tempo do popular “pague-quanto-quiser”. Agora, também às quartas-feiras, das 14:00 às 18:00, você pode decidir o valor do ingresso. E, se quiser, pode continuar no museu até a noite para ouvir alguma palestra ou, se você tiver jeito para a coisa, desenhar/copiar uma das obras do museu.

Antes dessa mudança, o pay-what-you-wish só acontecia aos domingos, num espaço de tempo bem pequenininho: das 11:00 às 13:00. Agora o público também tem a opção da quarta-feira. Lembrando que a boca-livre de todo 1º domingo do mês continua: free tickets das 18:00 às 21:00.

Devo dizer que não sou uma assídua frequentadora do local, mas não posso negar que eles tenham um acervo poderoso. Três exemplos? Vermeer, Manet, Degas. Além das exposições temporárias, que formam longas filas na 70 com a 1a. Alguém aí se lembra de quando veio a “Menina com Brinco de Pérola”?…

E, para fechar, um pouquinho de história. Henry Frick era um jovem da Pennsylvania que veio para New York, New York… e enriqueceu aos 21 anos. Um dia, visitando a casa do famoso William Vanderbilt, apaixonou-se pela coleção do milionário e resolveu iniciar a sua. Que hoje você pode visitar pagando pouco ou mesmo nada. 😉

Compartilhar com:
Comentários
  • Otima notícia! Adoro o Frick!!

    7 de junho, 2017
  • Tenho um caso de amor com esse pequeno museu e um dos melhores que já conheci.
    No século passado lá estava eu, extasiada, quando olhei pela janela da sala e vi caindo flocos de neve pela primeira vez na minha vida. Quase tive um desmaio perante a beleza do momento.

    9 de junho, 2017
      • Disse tudo, minha amiga querida! É isso mesmo!

        19 de junho, 2017

Deixe um Comentário