O Caffé Dante fechou. O Caffé Dante reabriu.

As duas informações são verdadeiras. O venerando Caffé Dante, surgido em 1915 na MacDougal Street, fechou as portas no exato ano em que comemorava um século. Devo dizer que para profunda tristeza de uma fiel clientela. E minha também, embora não fosse uma habituée.

Aí, tcham, tcham, tcham, o que aconteceu? Um restaurateur australiano, Linden Pride, comprou a casa e teve o bom senso (e tino comercial) de deixar tudo como era dantes (ui!). Quer dizer, quase tudo, motivo pelo qual ele foi bastante criticado no início da gestão. Mas essa fase passou e a velha clientela voltou a marcar presença. E parece que gostou do que viu. Além de forrar as paredes com fotos dos proprietários originais e de clientes famosos (como Ernest Hemingway, Anais Min, Robert Mapplethorpe, Patti Smith, etc), Pride trouxe de volta alguns dos itens que fizeram o sucesso da casa.

Se você conheceu o velho Dante, vai ter possibilidade de comparar. Se não conheceu, fica aqui a dica de um velho-novo lugar. 😉

 

Compartilhar com:
Comentários
  • Tem cafés que são icônicos nas diversas capitais do mundo. Essa matéria me lembrou do Café Tortoni, uma cafeteria e casa de tango em Buenos Aires que visitei ano passado!

    31 de janeiro, 2017

Deixe um Comentário