Outono em Nova York com muita arte.

Como sempre acontece aqui em Nova York, o outono/inverno chega carregado de novidades no setor de artes visuais. São dezenas as exposições programadas para os quase 100 museus da cidade. 35 só em Manhattan! Vou falar de várias delas em outros posts, mas hoje o assunto é a mostra Max Beckmann in New York, no Metropolitan Museum, de 19 de outubro a 20 de fevereiro.

O expressionista Max Beckmann (cuja obra Hitler tachou de degenerada) fugiu da Alemanha nazista, esperou 10 anos em Amsterdã por um visto americano, e continuou sua carreira em Nova York, onde veio a falecer. Mais conhecido por seus autorretratos, o estilo de Beckmann foi ditado pelos horrores da primeira guerra mundial.

Em Nova York, seus quadros podem ser vistos em outros acervos, como o da Neue Galerie, mas já fazia algum tempo que ele não ganhava uma exposição assim importante.

E se o talento do artista já não fosse motivo suficiente para atrair os milhares de visitantes que o museu prevê, ainda há uma triste circunstância que seguramente só vai aumentar o interesse do público. Beckmann morreu na esquina da 61 com a Central Park West: um ataque cardíaco enquanto caminhava para o… Metropolitan Museum, onde queria ver um quadro seu recentemente pendurado numa das prestigiosas parede da instituição.

 

Compartilhar com:
Nenhum Comentário

Deixe um Comentário