Tudo bem, mas sem olhar pra baixo!

Além do Restaurante 360 (que, segundo o Guinness Book, possui a adega mais alta do mundo) e da vista deslumbrante, a Torre Nacional do Canadá agora tem mais uma cenourinha pra atrair turista: o Edge Walk. Coisa de doido. Do que se trata? Uma volta  completa em torno da torre, que tem 365 metros de altura. Pior: num espaço de 1,5m, sem proteção e  sem ter onde segurar!

Vai funcionar assim: grupos de seis a oito pessoas, vestindo uma roupa especial, são presas a um cabo que, na outra ponta, é enganchado a um tubo que circunda o topo do landmark. Com essa corda, elas podem caminhar, inclinar-se em direção ao vazio, fazer tudo o que a coragem de cada um permitir. Segundo eles, a coisa ata e não desata.

Tempo da experiência? Uma hora e meia entre entrada e saída. Mas de caminhada mesmo são aproximadamente 30 minutos. Dia 1º de junho começa a venda de bilhetes pela bagá de 175 dólares canadenses. Quem se habilita?

Ah, sim, aproveito pra contar: no comecinho do século (em 2.000 rs,rs) passei por uma experiência semelhante em Sydney. Também vesti uma roupa especial e, com um grupo um pouco maior, dei meia volta na ponte-cartão-postal da cidade. Se alguém duvidar, tenho fotos…

Compartilhar com:
Comentários
  • Minhas mãos suaram no fim do primeiro parágrafo, mas acho que eu encararia.

    23 de maio, 2011
  • Ora, ora, queremos sim ver as fotos tiradas em Sidney! Não por duvidar (quem sou eu!), mas para saber se voce teve tanto medo quanto eu teria rsrsrs

    24 de maio, 2011
  • Taí um lerê que eu não estaria nem aí de não ticar 😉

    24 de maio, 2011
  • Eu vou! 😉

    30 de maio, 2011
  • Nem morta!

    2 de junho, 2011

Deixe um Comentário