A notícia é sobre um museu, mas é novinha.

Pra quem ainda não leu na assim chamada mídia de massa: Amsterdam ganha a primeira “franquia” mundial do Hermitage. Não só ganha como já botou pra funcionar.

O Hermitage Amsterdam abriu suas portas com a exposição Na Corte Russa: Palácio e Protocolo no Século XIX. OK, não é exatamente o que a gente gostaria de ver do acervo do Hermitage, mas dia 6 de março de 2010 esse problema vai estar resolvido. Naquela data, o Hermitage holandês, que ocupa o espaço de um antigo asilo (Amstelhof),  abre com Origens da Arte Moderna: Braque, Matisse e Picasso. Aí, sim, a coisa vai pegar: filas quilométricas pra ver um pouquinho do que se esconde nos quilométricos corredores do Hermitage original.

Que fica baseado em St Petersburg. Tá bom, eu sei que todo mundo sabe disso, mas era o único jeito de eu usar a palavra “baseado” – que combina muito bem com Amsterdam. Ou não?!

Nota da Redação : apesar de o sistema não mostrar, este post gerou comentários. Para ler, é só clicar Comentários no final do texto.

Compartilhar com:
Comentários
  • Ai juro que eu tb queria ver a primeira exposição, sobre a Corte Russa. Sou apaixonada por princesas, palácios e castelos….uma vez menina, sempre menina! Na Austria, perdi a maior parte do tempo visitando os locais palácios e os lugares relacionados a Sissi, minha ídala. E tb adoro a Czarina Catarina.

    13 de julho, 2009

Deixe um Comentário